Sentidos Clínica
35 3531-8113 / 9 8898-8113

Principais dúvidas das gestantes em relação à Odontologia

A importância do pré-natal na área médica remonta a 1928 e, desde então, os profissionais vêm buscando valorizar o período gestacional quanto aos cuidados da mãe e do bebê. Da mesma maneira, na Odontologia, a abordagem da criança a partir da gestação se tornou uma realidade incontestável, capaz de aumentar as chances de o seu bebê ter mais saúde bucal.

Qual a importância do pré-natal odontológico? No que consiste?
A assistência e o cuidado nesta fase gestacional possibilitam que a gravida tenha uma microbiota bucal compatível com saúde, minimizando assim a transmissão vertical de micro-organismos patogênicos da mãe para a criança. Permite ainda e principalmente informar e educar as mães para melhor cuidarem de sues filhos.
A saúde deve vir antes do nascimento, muito do que a criança virá a ser está relacionado com o período primal-vida intrauterina, nascimento e primeiro ano de vida. As condições físicas, biológicas, psíquicas e emocionais da gestante influem na saúde do bebê em formação, o que inclui a saúde bucal.

O tratamento odontológico coloca em risco a saúde do bebê?
Não. O tratamento odontológico durante a gestação é extremamente importante para a saúde geral da mãe e sua gestação. O dentista estando capacitado e consciente das necessidades especiais para a realização desse atendimento, a mamãe poderá alcançar uma saúde bucal livre de focos infeccionais, além de aprender como cuidar da saúde bucal de seu bebê.

O atendimento à mulher gestante possui uma característica muito peculiar. Ao mesmo tempo em que a mulher está ávida por qualquer informação que venha beneficiar seu filho em formação, ela é capaz de ficar muito preocupada e ansiosa, caso tenha que se submeter a alguma coisa fora da rotina normal. Tratamentos mais complexos devem ser adiados para após o nascimento da criança, para não haver risco de indução prematura do parto.
Procedimentos de urgência devem ser realizados, observando-se o cuidado no uso de alguma substancia de efeito sistêmico e na prescrição de medicamentos.

Gestante pode ser submetida a um exame radiográfico odontológico?
A confecção de radiografias também é um ponto de dúvidas para as pessoas. As radiações ionizantes são fatores sabiamente responsáveis por mutações genéticas. Para a gestante, deve ser evitada a irradiação na região abdominal e da pelve. A quantidade de radiação para um exame radiográfico dentário está muito aquém dos níveis nocivos, porém radiografias só devem ser retiradas quando estritamente necessárias. Nesse caso, um fator de proteção como um avental com revestimento de chumbo deverá ser utilizado.
 
Complementações nutricionais com flúor são benéficas à formação dos dentes?
Não é comprovada nenhuma evidencia biológica que proporcione algum benefício adicional com a suplementação do flúor. Todavia, também não existe evidencia para a contraindicação formal de complementos com flúor.

Quando se inicia a higienização da cavidade oral do bebê?
Desde o nascimento, as técnicas de higienização vão variando conforme os meses de vida da criança. Há grande variação das técnicas, escovas, pastas dentais e/ou produtos de higiene oral utilizados em cada perídio de vida da criança.

Quando realizar a primeira visita do bebê ao dentista?
Desde a vida intrauterina, ou seja, sua visita deve iniciar desde a gestação, para cuidados com a mamãe e para orientações do desenvolvimento da cavidade bucal e instruções de higiene para os primeiros meses de vida.
Posteriormente, recomenda-se a consulta ao dentista por volta dos seis meses de idade, coincidindo com a erupção dos primeiros dentinhos. Visitas mais precoces ao dentista vêm sendo preconizadas antes do primeiro ano de vida e do aparecimento de qualquer patologia. 

Galeria de fotos (clique para ampliar)