Consultas regulares ao oftalmologista podem prevenir problemas oculares


Como medida preventiva, é comum as pessoas procurarem consultórios ou clinicas para realização de check-up médico, anualmente, para saber se tudo está correndo bem com a saúde. A verificação costuma abranger o coração, a musculatura, as taxas hormonais, os ossos, a cabeça e os olhos.
Alguns problemas oculares são assintomáticos, e este é um bom motivo para realização de exames oftalmológicos periódicos, pois é possível detectar inúmeras doenças, como diabetes, doenças vasculares, hipertensão arterial, doenças neurológicas e tumores. A verificação ocular pode identificar a saúde do indivíduo de forma geral.
Especialistas advertem que não se deve procurar o oftalmologista somente quando há algum desconforto visual. Em pesquisa realizada em 26 países diferentes, entre eles Brasil, China, EUA, França, Espanha e Reino Unido, foi revelado que 44% dos entrevistados admitiram pensar que “não é necessário examinar os olhos se não houver um problema”; 42% acreditam que “se podem ver, seus olhos são saudáveis”; 39% acreditam que “o único motivo para visitar um oftalmologista é para a correção da visão”. Uma das doenças que pode ser identificada no exame oftalmológico é o glaucoma (aumento da pressão do olho com lesão do nervo óptico), além de problemas com baixa visão por falta de óculos, ambliopia (olho preguiçoso) ou catarata. O deslocamento de retina é um problema ocular que precisa de atendimento urgente sob o risco de perda irreversível de visão, e que também não apresenta sintomas e pode ser detectado no exame de rotina.
Para garantir o melhor rendimento da visão em cada fase da vida é importante definir uma época do ano para realização de exames oculares de rotina e, desta forma, acompanhar a evolução da visão.

O check-up oftalmológico
Os cuidados com a saúde devem acontecer durante todas as fases da vida. Eles vão além das distorções refracionais e da catarata. Tudo começa na infância, o momento em que a vida inicia o seu desenvolvimento. Como no caso de crianças recém-nascidas , que devem ser submetidas ao teste do olhinho, ainda na maternidade, para detectar precocemente doenças como catarata congênita, tumor, glaucoma ou estrabismo.
Levar a criança ao oftalmologista antes de completar 01 ano de idade é uma forma de prevenir a cegueira infantil e desenvolver uma visão de qualidade. Ainda na infância, e antes da alfabetização, a criança deve fazer novos exames porque, nesta fase, o olho humano completa o desenvolvimento funcional definitivo. Isso acontece em torno dos 06 ou 07 anos de idade.
Após estas fases da infância, a indicação de especialista são visitas anuais ao oftalmologista, levando em conta que o olho também envelhece. Dos 13 aos 20 anos de idade, os problemas de refração são mais freqüentes (miopia, hipermetropia e astigmatismo), assim como ceratocone, comum neste período da vida. Tais irregularidades visuais, nesta fase, podem ser solucionadas com cirurgias personalizadas que são as de correção de grau e as técnicas de contenção do desenvolvimento do ceratocone.
Ao se completar de 40 anos, o oftalmologista é procurado para solucionar as dificuldades de visão de perto; a presbiopia, conhecida como “vista cansada “, chega nesta fase. Já aos 60 anos problemas com a perda da transparência do cristalino, ou catarata, torna-se um risco de cegueira, mas reversível com auxilio de cirurgias.
Alguns problemas oculares demandam maior atenção! Nos casos de pacientes que são usuários de lentes de contato, que passaram por cirurgia refrativas, que têm miopia, glaucoma de difícil controle e portadores de retinopatia diabética ou degeneração macular relacionada à idade (DMRI), as consultas com oftalmologista devem ser regulares para acompanhamento dos casos. Estes não devem, apenas, realizar o check-up anual.
O check-up ocular é uma avaliação clínica oftalmológica realizada por meio de exames, como fundo de olho e aferição da pressão ocular, que analisam as condições visuais, identificando possíveis doenças quando ainda não aparecem os sintomas. Está é uma prática que previne problemas oculares graves.
 

Galeria de fotos 1 foto(s)